Vitor Pascoal gostou do Micra N5: “este carro tem muita garra”, disse

Vitor Pascoal reconhece muitas potencialidades ao Nissan Micra N5.

Vítor Pascoal regressou aos pisos de terra no Rali Terras D’Aboboreirao, ao volante de um Nissan Micra N5 e, acabada a prova, não regateou elogios ao modelo desenvolvido pela espanhola RMC.

Vítor Pascoal viveu, no Rali Terras D’Aboboreira, uma nova experiência na sua carreira ao pilotar um carro da categoria N5, ao mesmo tempo que regressava aos ralis de terra, um piso onde já não competia desde 2017, quando venceu o Rali de Baião – Amarante.

O bicampeão nacional de ralis GT, que, atualmente, é líder tanto no CPRGT como na categoria GT do Campeonato de Portugal de Montanha, foi evoluindo a afinação do carro, ficando adepto das prestações do N5 nos exigentes troços de Amarante, Baião e Marco de Canaveses.

“Para nós, foi uma espécie de teste em competição pois esta unidade não tinha feito qualquer rali de terra e não tinha um set-up base para estas condições”, referiu Vítor Pascoal. “Mudámos a afinação da suspensão para a secção da tarde, mas precisávamos mesmo de ter feito um verdadeiro teste antes da prova, pois foi uma mudança demasiado radical e o carro ficou muito duro. Ainda assim, diverti-me bastante ao longo do rali e sinto que o carro tem muito potencial para explorar. Era perfeitamente possível ter sido mais rápido se tivéssemos uma base de set-up adequada para a terra. Mas fiquei ‘cliente’ do N5 e gostava de repetir a experiência no futuro”, revelou Vítor Pascoal, que competiu integrado na prova do Campeonato Norte de Ralis, onde foi o mais rápido, embora sem contar para a classificação oficial. 

Vitor Pascoal, recorde-se, corre, habitualmente, num Porsche 997 GT3, um carro que tem nos pisos de alcatrão a sua praia.

PUB.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar