IET investe 300 mil euros em direção à sustentabilidade, eficiência energética e inovação

Instituto Empresarial do Tâmega.

Através do Fundo de Eficiência Energética, vai ser feito um investimento estrutural que engloba a aquisição de painéis solares, a aplicação de isolamento térmico e a substituição da iluminação existente por tecnologia LED. 

O Instituto Empresarial do Tâmega (IET) assumiu, em 2024, um compromisso firme em direção à sustentabilidade, eficiência energética e inovação, indo realizar um investimento de aproximadamente 300 mil euros para melhorar as instalações da sua Incubadora de Empresas, bem como os serviços prestados à comunidade, anunciou aquela instituição em nota de imprensa.

Para André Costa Magalhães, presidente do IET, citado na nota, “este investimento, que permite impulsionar de forma significativa a melhoria das condições da Incubadora de Empresas, é resultado do compromisso do IET com uma estratégia de desenvolvimento assente na sustentabilidade ambiental e económica. Estamos empenhados em criar um ambiente propício ao aparecimento de novas ideias e negócios promissores,fortalecendo, desta formar, oprogresso económico e social.”

Através do Fundo de Eficiência Energética, vai ser feito um investimento estrutural que engloba a aquisição de painéis solares, a aplicação de isolamento térmico e também a substituição da iluminação existente por tecnologia LED. 

Este investimento, que tem como objetivo reduzir a pegada ambiental do IET, vai contribuir para uma redução do consumo de eletricidade e para a produção de energia elétrica para autoconsumo a partir de fontes renováveis, proporcionando a criação de um ambiente mais acolhedor e propício ao desenvolvimento de startups e negócios emergentes.

Para além do investimento estrutural na Incubadora de Empresas, o IET pretende também investir, através da medida “Vale Incubadoras e Aceleradoras”, financiada no âmbito do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência, na modernização, capacitação e digitalização do IET e dos seus processos, preparando-o para que possa fornecer mais e melhores serviços de incubação, aceleração e capacitação e apoiar mais startups com modelos de negócio assentes no digital. 

O IET irá, por isso, apostar no desenvolvimento de programas de ignição e aceleração em ambiente físico e digital para melhorar o suporte aos empreendedores e tornar mais eficiente a seleção e o recrutamento de startups. 

Estes investimentos representam um passo importante para a modernização e adaptação do IET às novas exigências do mercado, oferecendo soluções inovadoras e sustentáveis para as startups e os empreendedores da região, “mantendo o seu compromisso de ser um prestador de serviços de excelência nas áreas do empreendedorismo e inovação na região do Tâmega e Sousa e do Norte de Portugal”.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar