A propósito do Dia da Criança: estudo revela que a leitura melhora saúde das crianças

Leitura ajuda na Saúde das crianças (Foto de Carlos Magno/unsplash).

• Melhoria global do bem-estar, mas também melhores resultados terapêuticos e maior literacia em saúde são alguns dos benefícios da Biblioterapia.

Crianças, adultos com saúde mental debilitada, cuidadores, profissionais de saúde e contadores de histórias envolvidos em projetos de biblioterapia registam benefícios na saúde. Esta é uma das conclusões do estudo Biblioterapia em contexto hospitalizar napromoção da literacia em saúde: a eficácia da storytelling”, das investigadoras Cristina Vaz de Almeida, ISCSP (coordenadora), Alexandra Pinto, ESSA/SCML e Cecília Nunes, ISPA ( CV no estudo).

O projeto Nuvem Vitória – equipas de voluntariado que contam histórias de embalar, todas as noites, a crianças que estão longe dos seus ambientes familiares – foi selecionado para este estudo, sobre o qual são retiradas as seguintes conclusões:

– a intervenção, através das histórias e da criatividade usadas junto de crianças hospitalizadas, permite melhorar o seu bem-estar e dos intervenientes (pais e contadores de histórias);

– permite também melhorar a literacia em saúde das crianças internadas na dimensão da melhor compreensão e aceitação do uso dos instrumentos, dispositivos e outros equipamentos hospitalares, como sondas, agulhas e outros;

– as histórias contadas num determinado contexto (hospitalar) permitem que a biblioterapia tenha um papel relevante nos resultados terapêuticos para um maior bem-estar e contribuição geral para uma melhor literacia em saúde dos seus destinatários (incluindo pais e profissionais de saúde).”

“Abraçamos sempre estas investigações com muito entusiamos, porque vêm comprovar aquilo que os nossos voluntários presenciam na leitura de histórias a crianças hospitalizadas e longe dos seus ambientes familiares: as crianças encaram o ambiente de hospital com menos nervosismo, ficam mais serenas e, portanto, mais predispostas para um descanso noturno”, refere Fernanda Freitas, Presidente da Associação Nuvem Vitória.

“Para além dos efeitos terapêuticos, parece-nos haver aqui um fenómeno de melhoria da literacia em saúde de doentes e cuidadores nos aspetos da compreensão e do uso dos serviços de saúde, neste caso, hospitais e os seus dispositivos médicos diversos”, referem as responsáveis pela investigação. E concluem, ainda que os resultados mostraram que ler livros ilustrados animados, por pessoas com determinado perfil, e em contexto hospitalar, pode ser eficaz na redução da ansiedade e distúrbios comportamentais em crianças após a cirurgia, tal como mostrado em estudos anteriores

Além do projeto “Nuvem Vitória”, serviu também de estudo de caso o projeto “Arte No Olhar”: Cinematerapia e Biblioterapia em Hospital de Dia. Com este projeto piloto, direcionado a uma população adulta, com problemas de saúde mental, concluiu-se que as terapias foram eficaz na diminuição de sintomatologia depressiva e ansiosa, bem como nas alterações dos perfis de personalidade dos doentes.

Sobre a Associação Nuvem Vitória
Fundada em 2016, desenvolve um trabalho voluntário único no mundo. Todas as noites, as equipas de voluntariado contam histórias de embalar a crianças que estão longe dos seus ambientes familiares.
Tem como missão, desenvolver e promover materiais, ferramentas e competências que propiciem um ambiente favorável a uma noite de sono recuperadora junto de crianças hospitalizadas ou, atuando na sociedade civil em sentido mais lato e abrangente, das crianças em geral.
A Nuvem Vitória pretende estimular o envolvimento dos pais, familiares e cuidadores, na área da leitura e da narração oral, em diferentes contextos, procurando elevar o nível de literacia das populações bem como estreitar os laços familiares e com os cuidadores em geral.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar