António Carneiro “inspira” concurso fotográfico “Ilustre Amarantino”

O pintor e retratista António Carneiro (1872-1930) será a personalidade natural de Amarante que vai dar o mote ao próximo concurso fotográfico “Ilustre Amarantino”, anunciou, hoje, a organização.

Natural da freguesia de São Gonçalo, onde nasceu a 16 de setembro de 1872, António Carneiro fez curso de Belas Artes na Faculdade do Porto e na Academia Julien, em Paris.

Alguns dos seus trabalhos, nomeadamente retratos a óleo e aguarelas de personalidades portuguesas contemporâneas, adornam salas e museus, um pouco por todo o país. A sala de leitura da Bolsa do Porto e o Palácio Baraona, em Évora, foram decoradas pelo artista.

Em Amarante, o Museu Amadeo Souza-Cardoso dedica uma ala a António Carneiro, onde se encontram expostas várias das suas obras.

Segundo a organização da 5ª edição do “Ilustre Amarantino”, haverá três “cenários” para a realização de trabalhos a submeter: o antigo Bairro da Graça, entre as atuais ruas Teixeira de Vasconcelos e Frei José Amarante, a casa-oficina do artista, situada na Rua António Carneiro, na freguesia do Bonfim, no Porto e um cenário “criativo” ao critério de cada participante, mas tendo como base de inspiração o pintor amarantino.

As imagens a concurso, que está aberto a ambos fotógrafos amadores e profissionais, terão que ser enviadas até às 24h00 do dia 20 de fevereiro de 2020. Os interessados deverão consultar todos os documentos relacionados com este concurso, nesta ligação.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar