Baião: Município proporciona terapia assistida por animais a crianças com autismo

A Câmara Municipal de Baião e a Associação Portuguesa para a Intervenção com Animais de Ajuda Social (Ânimas), assinaram um protocolo destinado a auxiliar crianças com necessidades educativas específicas (patologias diversas e profundas) que frequentam a Unidade Especializada para alunos com Perturbações do Espetro do Autismo em Baião.

Este tipo de terapia complementa outros tratamentos e intervenções, e os seus benefícios são já amplamente reconhecidos. As crianças ficam mais motivadas e disponíveis para as atividades que promovem a regulação das emoções e a estimulação cognitiva, assim como ajudam a coordenação motora, através de ações lúdicas, motivacionais e educativas.

A presença dos animais, que funcionam como um elo entre o terapeuta e a criança, proporciona sensações de calma e descontração, diminuindo o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea, ao mesmo tempo que estimula a interação social e os níveis de atenção.

Segundo o vice-presidente da autarquia e responsável pelo pelouro da Educação, José Pinho Silva, “O objetivo principal deste tipo de terapia visa o desenvolvimento das capacidades dos alunos, fomentando a atenção, motivação e autoestima, assim como reforçar os meios necessários na prossecução de terapias adequadas para alunos com necessidades educativas específicas. Como o Município não dispõe de recursos próprios para o fazer, assinamos este protocolo e esperamos que estas terapias assistidas por animais proporcionem momentos agradáveis às crianças, ao mesmo tempo que os ajudem a desenvolver e a ter uma melhor qualidade de vida”.

Refira-se que a Câmara Municipal de Baião proporciona já aos alunos portadores de autismo o acesso ao Centro Hípico de Baião e às Piscinas Municipais, bem como transporte para estes equipamentos públicos.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar