Especialistas europeus visitam termas do Tâmega e Sousa

Um total de 40 especialistas oriundos de oito países europeus vão estar no Tâmega e Sousa esta terça e quarta-feira, dias 24 e 25, para conhecer e avaliar o potencial terapêutico e económico das termas da região.

Esta visita, organizada pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, insere-se no âmbito do projeto europeu InnovaSPA, do qual a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) é parceira, e que tem como objetivo melhorar os programas termais em saúde preventiva, bem como a organização da oferta a nível regional.

O termalismo é um medicamento natural baseado no uso de água termal mineral para tratamentos terapêuticos, que transforma a gestão de cuidados de saúde de enfoque “curativo” em cuidados de saúde de enfoque “preventivo”. Os programas termais médicos são cientificamente validados através de testes clínicos, sendo que o Governo português reconhece 10 tratamentos oficiais.

As termas do Norte de Portugal prestam tratamentos especialmente em duas áreas tradicionais do termalismo – reumatologia e doenças respiratórias. No entanto, de acordo com os responsáveis pelo InnovaSPA em Portugal, “o potencial de exploração clínica e económica destes recursos está subaproveitado, sendo possível desenvolver novas curas e tratamentos de saúde, investigar novos formatos terapêuticos e até criar novos produtos, com base nas águas termais”.

O Tâmega e Sousa conta com uma importante oferta na área do termalismo, sendo a sub-região (NUT III) da região Norte com mais estâncias termais, de que são exemplo as Termas de Caldas de Aregos (Resende), as Termas da Torre/Entre-os-Rios e as Termas de São Vicente (Penafiel) e as Termas de Amarante.

Na terça-feira, dia 24, destaca-se a visita às Termas de Caldas de Aregos (Resende), que inclui uma “ida a banhos” que possibilitará aos especialistas testarem, na primeira pessoa, os benefícios das águas (das 14h15 às 17h00).

Na quarta-feira dia 25, após a visita às Termas de Amarante, os cientistas seguem para Chaves, cujo Município é também parceiro do projeto, onde vão percorrer a Rota da Água Chaves-Verin (das 17h às 18h30), que inclui, por exemplo, as Termas de Chaves e de Vidago. Na quinta-feira, dia 26, a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto acolhe, a partir das 15h00, uma sessão de encerramento que termina com uma comunicação à imprensa sobre os progressos dos trabalhos.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar