III Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira: entrega de originais termina a 15 de março

Pormenor da cerimónia de premiação do II Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira (Foto AM)

Falta já menos de um mês para a conclusão do prazo de entrega de candidaturas ao III Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira. 15 de março é a data limite para os concorrentes fazerem chegar os seus originais à União de Freguesias de Amarante, os quais serão, depois, apreciados pelo Júri, presidido pelo escritor António Mota. O anúncio dos vencedores será feito até ao final do mês de abril.

Tendo como género literário o Conto, o Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira contempla dois escalões. No escalão A, podem concorrer autores maiores de 18 anos, sendo o escalão B dirigido a estudantes com idade entre os 15 e os 18 anos, que frequentem o ensino secundário em escolas do Município de Amarante.

“Os concursos literários são uma ótima resposta para todos os leitores que desejam tornar-se autores, comunicando as experiências e sonhos que os inquietam e que consideram necessário divulgar publicamente”, considera António Mota, escritor e Presidente do Júri. 

Enfatizando a importância da leitura na formação cívica e da personalidade dos cidadãos, Joaquim Pinheiro, Presidente da UF de Amarante, considera fundamental a aposta na literatura infantil e juvenil por, através dela, se poder estimular crianças e jovens a criarem hábitos de leitura que, em sua opinião “se constituiem como uma fonte inesgotável de saber”.

“O Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira, sublinha o autarca e professor, mais do que oferecer uma oportunidade a novos escritores, quer cumprir um papel relevante na área da cultura. Quer proporcionar uma renovação no panorama literário e cultural nas escolas, dando a oportunidade aos seus alunos de serem também autores.”

No mesmo sentido vai a opinião do Presidente do Júri, o escritor António Mota, com mais de 40 anos de vida literária e uma centena de títulos publicados. “Os concursos literários são uma ótima resposta para todos os leitores que desejam tornar-se autores, comunicando as experiências e sonhos que os inquietam e que consideram necessário divulgar publicamente”, considera. 

De acordo com o Regulamento, o Prémio distingue, em cada modalidade, “um autor cujo trabalho seja inédito, escrito em língua portuguesa, de autoria única e que nunca tenha sido objeto de publicação”, pretendendo-se com a sua realização “divulgar a criação literária e homenagear o escritor, poeta, professor e cidadão amarantino interventivo” que foi Ilídio Sardoeira.

O Regulamento do Prémio pode ser consultado em www.uf-amarante.pt, na sua página do Facebook (www.facebook.com/ufamarante), ou solicitado através do endereço de e-mail uf.amarante@gmail.com

Na sua II edição, recorde-se, a vencedora do Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira foi Soni Esteves, com a obra “A Casa da Avó”, cujo texto foi ilustrado por Joana Antunes.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar