Mondim de Basto reduz carga fiscal no concelho

Mondim de Basto reduz carga fiscal.

“O novo executivo municipal de Mondim de Basto aprovou, recentemente, um conjunto de medidas que têm como objetivo reduzir a carga fiscal das famílias Mondinenses, o que acontece no âmbito da sua estratégia de apoio ao rendimento e fixação da população”, informou a autarquia em comunicado de imprensa.

A manutenção da taxa mínima do IMI, a definição da taxa de participação do IRS para os 4,5% e a aplicação do IMI Familiar são medidas que vão ser adotadas já no próximo ano e que vão aliviar os encargos fiscais dos munícipes.

No que diz respeito ao IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis, é intenção do executivo manter a taxa no limite mínimo legal – quer para os prédios rústicos, cuja taxa está fixada nos 0,8%, quer para os urbanos com a taxa de 0,3%.

Com a aplicação desta taxa mínima o município abdicará, no próximo ano, de um valor de receita superior a 150 mil euros.

“Cumprindo outra das promessas do seu programa eleitoral – lê-se no comunicado – o novo executivo propõe-se reduzir progressivamente a taxa do IRS, tendo definido para o próximo ano de 2022 a aplicação da taxa de participação do município nos 4,5%. Com esta medida os Mondinenses verão devolvidos a seu favor, um montante superior a 13 mil euros”.

Pela primeira vez, no próximo ano será ainda implementado o IMI Familiar, uma medida que permite poupanças até 70 euros por agregado familiar. Esta medida vai beneficiar 436 famílias do concelho, garantindo uma devolução na ordem dos 13 mil euros aos agregados familiares do concelho.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar