Amarante: Morreu o Professor António Cardoso

Professor António Cardoso (Foto AM).

António Cardoso, Progressor Jubilado da Universidade do Porto e Diretor do Museu Amadeo de Souza-Cardoso, morreu, esta madrugada, na sua casa do Porto. O velório decorrerá amanhã, 4 de junho, na Igreja da Misericórdia de Amarante, onde o corpo chegará por volta das 15:00. O funeral terá lugar às 18:00, para o cemitério municipal de Amarante.

António Cardoso tinha 89 anos e era, na atualidade, porventura, o maior intelectual do Município. Para além da sua carreira universitária como Professor de História da Arte, era também ele artista de renome, com muitas exposições realizadas. Foi, igualmente, investigador e historiador, sendo, enquanto tal, o mais conceituado e credível estudioso da História de Amarante, que dizia estar por fazer.

Nesta área, editou, em 1979, um livro referência, designado “MARÂNUS”, uma “antologia de textos sobre Amarante, a terra e as gentes”, que também prefaciou.

De sua autoria é, igualmente, “O Convento de S. Gonçalo de Amarante, utilizações e reutilizações”, editado em 2016, entre muitas outras obras.

António Cardoso começou por ser professor do ensino primário, tendo-se licenciado em História em 1974, na Universidade do Porto, onde viria a doutorar-se em História da Arte. A partir de 1981, tornar-se-ia docente da Faculdade de Letras.

Entretanto, ao final da tarde de hoje, o Município de Amarante expressou “profundo pesar pela (sua) perda decretando, como expressão de uma justa homenagem, luto municipal para dia 4 de junho”.

(Notícia atualizada às 19:3 e 20:40).

Veja a sua biografia completa.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar