Rede europeia liderada por Amarante discute Turismo Sustentável

Casa em Canadelo, aldeia preservada (Foto AM)

Quais os desafios ambientais que terão impacto no turismo das pequenas cidades? Quais as mudanças que se podem fazer para tornar os serviços e produtos turísticos mais sustentáveis? Quais as boas práticas para implementar com sucesso estratégias de turismo sustentável?

Estas são, de acordo com o Município de Amarante, algumas das perguntas a que se procurará responder no webinar que, no âmbito da Rede Europeia iPlace, liderada pela cidade de Amarante, se realizará a 5 de fevereiro sob o tema “Turismo Sustentável – Desafios e Visões para as Pequenas Cidades”, e que será organizado pelo Município espanhol de Medina del Campo.

Este webinar vai contar com a participação de diferentes representantes do setor do Turismo de vários países que enfrentam desafios semelhantes. Alisa Aliti Vlasic, coordenadora do Grupo de Ação Local de Dubrovnik na rede URBACT “Tourism Friendly Cities” (Cidades Amigas do Turismo) vai apresentar o assunto e lançar a discussão que junta Valentina Mecacci, Guia turística de “Le Orme” – Guias turísticos de Maremma Toscana (Grosseto, Itália), Aivar Ruukel, gerente de Soomaa (Pärnu, Estónia), e Alberto Lorente Saiz, fundador da CREA360, em representação do Município de Medina del Campo (Espanha).

De acesso gratuito, através da página Simón Ruiz CDE no Facebook, no canal do Youtube e também na página do iPlace, o webinar pode ser acompanhado a partir das 9h00 (horário Portugal Continental). Recorde-se que o iPlace é uma rede de dez cidades europeias, liderada por Amarante (PT), em parceria com as cidades Balbriggan (IE), Gabrovo (BG), Grosseto (IT), Heerlen (NL), Kočevje (SI), Medina del Campo (ES), Pärnu (EE), Pori (FI) e Saldus (LV). Uma rede co-financiada pelo Programa URBACT, com o objetivo de encontrar novos nichos para o desenvolvimento económico local.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar