Rota do Românico apresenta novo livro em Castelo de Paiva

Memorial da Ermida, em Penafiel (Foto RR).

A nova publicação da Rota do Românico, intitulada “Os arcos memoriais e marmoirais, da Idade Média à atualidade”, é apresentada em sessão pública no próximo sábado, 26 de novembro, pelas 15 horas, no Centro de Interpretação da Cultura Local, no edifício da Loja de Turismo de Castelo de Paiva.

A obra, desenvolvida no âmbito do Centro de Estudos do Românico e do Território, analisa um tipo de monumentos medievais que apenas subsiste em Portugal, sendo que três dos sete exemplares conhecidos se localizam no atual itinerário da Rota do Românico: o Memorial de Alpendorada, no Marco de Canaveses, o Memorial da Ermida, em Penafiel, e o Marmoiral de Sobrado, em Castelo de Paiva.

O autor da publicação é Joaquim Luís Costa, técnico superior da Rota do Românico. Licenciado em Ciências Históricas, mestre e doutor em Ciência da Informação, conta já com duas outras obras editadas pela Rota do Românico: “Manuel de Faria e Sousa. Cidadão do mundo e das letras ao serviço de Portugal” e “Mafalda e a Luz, uma história românica”.

A sessão de apresentação, que será finalizada com um Verde de Honra, tem acesso gratuito, mediante inscrição prévia no sítio da internet da Rota do Românico.

A edição de “Os arcos memoriais e marmoirais, da Idade Média à atualidade” enquadra-se no projeto EEC PROVERE Turismo para Todos: Valorização, dinamização e promoção turística da região, cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

A Rota do Românico é um projeto turístico-cultural, que reúne, atualmente, 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega: Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende.

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

CONTINUAR A LER

Deixe um Comentário

Pode Também Gostar